Início Notícias Candidato do partido no poder das Honduras concede corrida presidencial

Candidato do partido no poder das Honduras concede corrida presidencial

 

Antes de Asfura, um empresário da construção civil que foi presidente da câmara de Tegucigalpa durante oito anos, o Partido Nacional, numa declaração, tinha reconhecido a vitória de Castro, líder do Partido da Liberdade e Refundação (Libre, esquerda), e mulher do ex-presidente Manuel Zelaya, deposto em Junho de 2009.

Acrescentou que hoje se encontrou “com Xiomara Castro e toda a sua família”, e que foi “a casa dela para a felicitar pessoalmente”.

“Agora quero dizer publicamente que a felicito pela sua vitória, e como presidente eleita desejo que Deus a ilumine e guie para que na sua administração ela faça o melhor em benefício de todos nós hondurenhos para alcançar o desenvolvimento e os anseios de democracia”, sublinhou.

O presidente da câmara da capital também pediu a Castro para “respeitar os resultados de todos os nossos candidatos a deputados e presidentes de câmara do país”, e agradeceu a todos aqueles que manifestaram o seu apoio como candidato presidencial do Partido Nacional, que esteve no poder durante três mandatos consecutivos.

Segundo a contagem levada a cabo pelo Conselho Nacional 53,41% votou em Xiomara Castro.

Asfura disse que ama o seu país e pediu aos seus compatriotas que reforçassem “a democracia e a paz em benefício desta grande família chamada Honduras”.

“Respeitamos a vontade do povo expressa nas urnas, porque essa é a decisão da maioria. O país precisa de reconciliação e unidade para alcançar a harmonia e o trabalho, que é o caminho que nos conduzirá ao desenvolvimento por que todos ansiamos. Estou aqui e estarei sempre ao vosso serviço”, acrescentou.

Castro está a caminho de se tornar a primeira mulher presidente das Honduras.

Leia Também: Partido de direita reconhece vitória da esquerda nas Honduras