Início Mundo Autoridades italianas apreendem mais de 11.000 antiguidades

Autoridades italianas apreendem mais de 11.000 antiguidades

 

A operação foi realizada pela unidade de protecção do património dos carabinieri (polícia militarizada) por ordem do Ministério Público de Patti, depois de uma denúncia da existência de uma escavação clandestina no sítio “Halaesa Arconidea”.

Este é um enclave no extremo oriente da Sicília fundado pelo Siculi, o povo que dominou a Sicília antes da chegada dos colonos helénicos, que a partir do século VIII a.C. fizeram o sul da península italiana Magna Graecia.

A investigação “imediatamente” confirmou que o local estava a ser escavado clandestinamente, e os objetos encontrados, mais de 11.000 artigos de grande valor escondidos em duas casas em Caronia e Syracuse, foram apreendidos.

Os objectos incluem lâmpadas de petróleo, peças de tecelão, bustos, “oscilum” (medalhas utilizadas para ofertas votivas aos deuses), tesselas de mosaico, elementos de pasta de vidro e bronze e cerâmica dos tempos antigos e medievais.

A polícia identificou e denunciou os responsáveis pela escavação clandestina.