Início Notícias "Ao PSG só falta Cristiano Ronaldo, mas seria demais para qualquer um"

"Ao PSG só falta Cristiano Ronaldo, mas seria demais para qualquer um"

Philipp Lahm fez, esta segunda-feira, uso do espaço de opinião que assim no jornal britânico The Guardian para analisar a forma como o Paris Saint-Germain se tornou na “mais recente marca de luxo da capital francesa” graças ao “investimento do Qatar”.

O antigo internacional alemão compara os jogadores que estão às ordens de Mauricio Pochettino “estrelas pop ou atores de Hollywood”, formando “uma equipa de futebol exorbitantemente cara”.

“A linha da frente é conhecida por todos os miúdos em Tóquio, Dehli, Cidade do Cabo, Londres e Rio de Janeiro. Neymar e Kylian Mbappé não são apenas os avançados mais talentosos do mundo, mas também os mais caros”, começou por escrever.

“Juntos, eles custam mais de 400 milhões de euros. Agora, Lionel Messi também usa a camisola do PSG, o seis vezes melhor jogador do mundo do ano, o antigo ícone do Barcelona. Os três são os mais famosos jogadores do planeta”, prosseguiu.

“Juntos, têm mais de 500 mil milhões de seguidores nas redes sociais. O único que está a faltar é Cristiano Ronaldo, mas isso seria, certamente, ser demasiado para qualquer treinador”, completou o ex-capitão do Bayern Munique.

Leia Também: Guardiola admite que não é fácil ver Messi no PSG: “Foi uma surpresa”