Início Notícias Ana Rocha sobre o homem que a violou: "Não digo o nome...

Ana Rocha sobre o homem que a violou: "Não digo o nome porque não posso"

Ana Rocha de Sousa foi vítima de violação aos 17 anos. Um episódio traumático de grande violência que a atriz e realizadora recordou com enorme emoção em entrevista a Júlia Pinheiro

Ana Rocha de Sousa lamenta que “durante muitos anos” não tenha visto a situação de abuso pela qual passou como uma violação, palavra que ainda hoje tem dificuldade em verbalizar. 

A atriz conheceu a pessoa em questão, uma personalidade famosa, durante uma sessão de autógrafos onde foi convidada a ligar-lhe para uma conversa mais próxima. 

O poder desta pessoa está relacionado com fama e com a proximidade que tem a um público vulnerável“, conta. 

Eu só não digo o nome porque não posso. Não se trata de proteger ninguém, também não se trata de querer destruir a vida de ninguém. Eu gostava muito de poder dizer o nome desta pessoa por uma razão muito simples, porque acho que todos devíamos ter o direito de saber o risco que algumas pessoas podem correr na presença dele”, refere, explicando que se trata de “um homem muito mais velho”. 

A violação aconteceu após dois telefonemas, um deles diante dos pais da atriz, e na sequência de um convite para que Ana fosse ao encontro da pessoa em questão. 

“Eu tenho a culpa de lá ter ido”, lamenta, confessando que foi precisamente nesse encontro que viveu a dramática “situação agressiva e violenta” que marcou para sempre a sua vida. 

“Eu não disse que não e faço questão de sublinhar que não é preciso dizer que não. Primeiro porque uma miúda petrifica e ao dizer que não estamos a tornar aquilo mais real. Eu não disse que não, mas o meu corpo disse que não. Eu não me mexi, eu petrifiquei”, relata, alertando para o facto de ser urgente mudar mentalidades em relação a esta questão. 

“Ao dia de hoje, com a informação que tenho hoje, acho que esta pessoa é um predador”, relata, visivelmente emocionada. 

Leia Também: Atriz Ana Rocha foi violada aos 17 anos: “Essa pessoa é um predador”