Início Notícias EUA. Mais de 4 milhões temem despejo à medida que crise imobiliária...

EUA. Mais de 4 milhões temem despejo à medida que crise imobiliária piora

Os dados do “Household Pulse Survey” são conhecidos no mesmo dia em que dois estudos citados pela agência Associated Press apontam para um agravamento da crise na habitação com a pandemia de covid-19 e numa altura em que se prevê o fim das moratórias no final do mês.

Os estudos da Universidade de Harvard e da National Association of Realtors analisam diversas perspetivas, mas chegam à mesma conclusão: os Estados Unidos não estão a construir casas suficientes para lidar com o crescimento populacional, causando baixa disponibilidade de habitação, e o aumento dos preços das casas está a colocar a propriedade fora do alcance de milhões de norte-americanos.

segundo as estatísticas do Departamento do Comércio, divulgadas hoje, o lançamento de obras de construção de casas novas nos EUA recuperou em maio, depois de uma forte queda em abril, mas menos do que previsto, com o setor a continuar a sentir dificuldades de aprovisionamento.

Leia Também: Manuela Gonzaga quer combater pobreza e investir na habitação em Lisboa