Início Mundo Boko Haram confirma morte de líder histórico e anuncia sucessor

Boko Haram confirma morte de líder histórico e anuncia sucessor

Sahaba, um importante comandante do Boko Haram, conhecido pelos peritos como estando baseado no lago Chade, pede a “Alá para abençoar a alma de Shekau”, que morreu “como mártir”, e acusa o líder do Iswap, Abu Musab Al-Barnawi, um “agressor pervertido”, de o matar.

As declarações surgem num vídeo enviado hoje à agência France-Presse (AFP) e validado por fontes certificadas.

Na sua mensagem, pronunciada em árabe, o homem que se apresenta como o novo líder da antiga seita islâmica que se transformou num violento movimento ‘jihadista’ apelou à vingança contra o grupo rival, que se separou do Boko Haram em 2016.

Na semana passada, o Iswap anunciou a morte de Abubakar Shekau, o líder histórico do grupo desde a morte do fundador, Mohammed Yusuf, em 2009.

O Iswap, reconhecido pelo grupo Estado Islâmico, nasceu em 2016, após uma cisão com o Boko Haram, a quem atribui a culpa dos assassínios de civis muçulmanos.

O Boko Haram foi criado em 2002 no nordeste da Nigéria por Mohammed Yusuf, após o abandono do norte do país pelas autoridades.

Inicialmente, os seus ataques eram dirigidos à polícia nigeriana, uma vez que representava o Estado, mas desde a morte de Yusuf, em 2009, o grupo passou a ter uma abordagem mais radical.

Desde então, o Boko Haram matou mais de 36.000 pessoas e as suas ofensivas provocaram quase três milhões de deslocados, tendo os ataques atingido os vizinhos Níger, Chade e Camarões.

Leia Também: Líder do Boko Haram gravemente ferido