Início Notícias Médio Oriente: Palestiniano de 15 anos morto pelo exército israelita

Médio Oriente: Palestiniano de 15 anos morto pelo exército israelita

Mohammed Said Hmayel, de 15 anos, foi atingido por balas real perto de Nablus durante confrontos na cidade de Beita, a norte da Cisjordânia, um território palestiniano ocupado por Israel há mais de 50 anos, segundo o Crescente Vermelho.

O Ministério da Saúde palestiniano confirmou a morte e disse que outros seis palestinianos foram feridos por balas reais disparadas pelo Exército israelita, que não comentou imediatamente após contacto da agência francesa France-Presse.

Os confrontos ocorreram durante uma manifestação contra “a construção por Israel de um colonato perto da cidade” de Beita, segundo a agência oficial palestiniana Wafa.

Na véspera, três palestinianos foram mortos na Cisjordânia durante uma troca de tiros com as forças israelitas que realizavam uma operação para deter palestinianos procurados na cidade de Jenin, no norte do país.

Os confrontos intensificaram-se nas últimas semanas na Cisjordânia, na sequência de protestos em Jerusalém e da guerra de 11 dias em maio entre o movimento armado palestiniano Hamas no poder em Gaza, um território palestiniano sob bloqueio israelita, e o Exército israelita.

Além disso, vários ajuntamentos são realizados na Cisjordânia às sextas-feiras, dia de descanso semanal, para protestar contra a expansão das colónias israelitas, consideradas ilegais segundo o direito internacional.

Essas manifestações são por vezes pontuadas por confrontos com as forças de segurança israelitas.

Cerca de 475.000 colonos israelitas vivem na Cisjordânia, onde moram mais de 2,8 milhões de palestinianos.

Leia Também: Embaixada de Israel nega ter recebido dados com informação de ativistas