Início Mundo AO MINUTO: Portugal assume "risco controlado". Recorde de óbitos na Índia

AO MINUTO: Portugal assume "risco controlado". Recorde de óbitos na Índia

Especialistas na área da saúde defendem que a elevada taxa de vacinação e a obrigatoriedade de um teste negativo à Covid-19 à chegada permite a Portugal assumir o “risco controlado” de receber cidadãos britânicos, numa altura em que a variante associada à Índia está a registar uma prevalência crescente no número de casos da doença no Reino Unido.

A Índia, que enfrenta uma situação dramática, ultrapassou pela primeira vez as 4.500 mortes por Covid-19 num só dia, com 4.529 óbitos registados nas últimas 24 horas.

Por cá, 32% da população já está vacinada pelo menos com a primeira dose  e 14% já tem a vacinação completa. Os internamentos devido à Covid-19 continuam a descer, tendo esta terça-feira sido reportadas duas mortes e 386 novas infeções

Esta quarta-feira entram em vigor as regras de acesso às praias, cujo incumprimento está sujeito a coimas, ao contrário do ano passado. O uso de máscara “até chegar ao areal sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde se mostre impraticável” é uma das regras. 

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo:

8h34 – Variante indiana preocupa. O primeiro-ministro britânico está a ser avisado por cientistas de que um aumento da vacinação contra a Covid-19 pode não ser suficiente para impedir a disseminação da variante indiana. Segundo a Sky News, os especialistas consideram que o Reino Unido não devia ter relaxado as regras esta semana. Os primeiros alarmes no Reino Unido da variante inicialmente descoberta na Índia soaram há quatro semanas.

Boris Johnson afirmou esta terça-feira que o Reino Unido se mantém vigilante em relação à variante indiana do vírus, acrescentando que “nos próximos dias” saber-se-á se esta irá comprometer o plano de desconfinamento, cuja próxima etapa estava agendada para o dia 21 de junho. 

8h25 –  Medicamento experimental diminui 99% da carga viral. Um novo fármaco intravenoso conseguiu atacar o genoma do coronavírus SARS-CoV-2, por trás da doença da Covid-19, impedindo assim a sua replicação no órgão respiratório de camundongos.

8h10 – Médicos na Índia detetam possível novo sintoma da Covid-19? Os sintomas mais comuns da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, incluem tosse, perda de paladar e de olfato (fenómeno conhecido por anosmia) e temperatura elevada. Fadiga, dor de cabeça e diarreia  também podem ser causadas pelo vírus.  Agora, médicos em Bengaluru, no estado de Karnataka na Índia, afirmam que a secura extrema da boca pode ser um sinal precoce de infeção, reporta um artigo publicado no jornal The Sun.

8h00 – Austrália. O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, disse esta terça-feira que ainda não era seguro permitir que os cidadãos totalmente vacinados contra Covid-19 viajem para o exterior. O país planeia reabrir as fronteiras com o resto do mundo a partir de meados de 2022. 

7h40 – Época balnear com regras. Entram hoje em vigor as regras para o acesso às praias e zonas balneares neste verão, estabelecidas pelo Governo no contexto de pandemia. Este ano, ao contrário do ano passado, o incumprimento das regras prevê multas que vão de 50 a 100 euros, para pessoas singulares, e de 500 a 1.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

7h30- A Alemanha registou, nas últimas 24 horas, mais 284 mortos e 11.040 novos casos de Covid-19. Em termos acumulados, o país soma agora 86.665 vítimas mortais da doença e 3.614.095 infetados, desde que a pandemia teve início.

7h25 – O México registou 257 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 220.746, informaram as autoridades. O México é o quarto país do mundo com mais mortes causadas pela covid-19, depois dos Estados Unidos, Brasil e Índia, e o 15.º em número de casos, com mais de 2,38 milhões de infetados, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos.

7h20 – A Índia ultrapassou pela primeira vez as 4.500 mortes por covid-19 num só dia, com 4.529 óbitos registados nas últimas 24 horas, além de 267.334 novos casos, segundo dados do Ministério da Saúde indiano.

7h10 – “Temos de correr um risco”. A elevada taxa de vacinação no Reino Unido e a obrigatoriedade de um teste negativo à covid-19 à chegada permite a Portugal assumir o “risco controlado” de receber cidadãos britânicos, afirmaram hoje especialistas da área da saúde.

7h00 – Bom dia! Iniciamos um novo acompanhamento ao minuto do desenrolar dos acontecimentos relacionados com a pandemia da Covid-19, numa altura em que Portugal se encontra a cumprir a quarta fase de desconfinamento, tendo inclusive aberto portas aos turistas, desde segunda-feira.

Recorde aqui os acontecimentos que marcaram o dia de ontem.

Leia Também: AO MINUTO: EUA com nível mais baixo de óbitos desde março do ano passado