Início Mundo Tripulantes raptados há mais de um mês ao largo do Benin foram...

Tripulantes raptados há mais de um mês ao largo do Benin foram libertados

“A De Poli Tankers tem o prazer de anunciar que os 15 elementos da equipa raptados no seu navio David B, no golfo da Guiné em 11 de março, foram libertados e estão em segurança”, afirmou a diretora executiva da empresa, Ciara de Poli, num comunicado citado pela Agência France Presse.

De acordo com a responsável, “os marinheiros estão sãos e salvos e podem regressar para perto das suas famílias na Europa de Leste e nas Filipinas, e começarem a recuperar-se desta experiência traumática”.

O navio Davide B, que transportava produtos químicos, tinha sido tomado de assalto por piratas quando navegava a cerca de 210 milhas náuticas (389 quilómetros) a sul de Cotonou, no Benin.

O golfo da Guiné, ao longo da costa da África Ocidental, do Senegal a Angola, tornou-se na rota de comércio marítimo mais perigosa do mundo e os ataques a navios e sequestros para pedidos de resgate, por piratas nigerianos, tornaram-se frequentes.

No ano passado, 130 dos 135 sequestros marítimos que aconteceram no mundo tiveram lugar no golfo da Guiné, de acordo com o relatório mais recente do Bureau International Maritime.

O principal transportador marítimo do mundo, a holandesa Maersk, apelou no início de março a uma rápida implementação de uma grande operação internacional de combate à pirataria no golfo da Guiné.