Início Mundo Toledo: Homem de 30 anos morreu com "fenómenos trombóticos muito graves"

Toledo: Homem de 30 anos morreu com "fenómenos trombóticos muito graves"

O Hospital Universitário de Toledo notificou o Ministério da Saúde espanhol de uma suspeita de reação adversa da vacina da AstraZeneca, depois de um paciente ter morrido na segunda-feira, segundo informaram as autoridades camarárias de região autónoma de Castilla-La Mancha.

Segundo explica o El Mundo, o complexo hospitalar indicou que o serviço de Medicina Intensiva notificou a Agência Espanhola do Medicamento na sexta-feira passada, quando o homem de 30 anos de idade deu entrada na unidade de cuidados intensivos.

O governo regional confirmou à agência Efe que o doente apresentava “fenómenos trombóticos muito graves”, com suspeita de poderem estar relacionados com o fármaco contra a Covid-19 da empresa franco-belga.

O homem, que era professor em Toledo, estava hospitalizado em estado grave na UCI do hospital Virgen de la Salud, tendo morrido esta segunda-feira.

Espanha, recorde-se, registou 22.744 contágios e 197 mortes associadas à Covid-19 durante o fim de semana, revelou na segunda-feira o ministério da saúde do país. No total, o país soma já 3.370.256 casos da doença e 76.525 mortes desde o início da pandemia.

Leia Também: Covid-19. Mais de 22 mil novos casos durante o fim de semana em Espanha