Início Notícias Merkel garante que ficará fora da luta sobre candidato à sua sucessão

Merkel garante que ficará fora da luta sobre candidato à sua sucessão

Armin Laschet, líder da União Democrata-Cristã (CDU) de Merkel, e Markus Soder, que lidera o partido irmão regional a União Social-Cristã (CSU), disseram no domingo que aspiravam a ser nomeados candidatos às eleições de 26 de setembro, nas quais o bloco conservador não será liderado por Merkel, que não se candidata a um quinto mandato, após quase 16 anos no poder.

Laschet, 60 anos, e Soder, 54, lideram os governos regionais dos dois estados mais populosos da Alemanha: Renânia Norte-Vestfália e Baviera, respetivamente.

O primeiro foi eleito recentemente líder da CDU, cuja direção decidiu na segunda-feira apoiar o seu presidente, mas o segundo têm resultados muito melhores nas sondagens e considera ter o apoio de várias delegações regionais pelo que quer manter a sua candidatura.

Segundo a agência de notícias alemã DPA, os dois homens participam hoje numa reunião do grupo parlamentar dos dois partidos. Laschet e Soder comprometeram-se a chegar a acordo sobre quem deve concorrer, mas não acordaram o procedimento.

Questionada hoje sobre se receia que a rivalidade entre os dois homens possa prejudicar o bloco conservador alemão ou mesmo levar à perda da chefia do governo, Merkel deixou claro que não tem intenções de intervir.

“Queria, quero e vou ficar de fora disso”, disse.

A CDU, que tem vindo a cair nas sondagens, continua a ser o partido com mais intenções de voto, cerca de 28%, seguida dos Verdes com 22%.

A CSU, formação regional, apenas representou por duas vezes todo o campo conservador nas eleições, com derrotas em 1980 e 2002.

Leia Também: Alemanha: Direção da CDU apoia Armin Laschet para suceder a Merkel