Início Mundo Galloni será a primeira mulher a liderar a agência Reuters em 170...

Galloni será a primeira mulher a liderar a agência Reuters em 170 anos

 

Alessandra Galloni, de 47 anos e natural de Roma, vai substituir Stephen J. Adler, que afirmou em janeiro passado que planeava deixar as funções de editor-chefe em abril, referiram hoje vários ‘media’ internacionais após o anúncio oficial de segunda-feira da agência que integra o grupo Thomson Reuters Corp.

Segundo a estação norte-americana CNN, a Reuters conduziu o que classificou como “um exaustivo processo de seleção global”, que foi concluído com a escolha de Alessandra Galloni, que, no início da sua carreira, chegou a integrar os serviços da agência em Itália.

A jornalista regressaria em 2013 à Reuters, depois de ter estado 13 anos no Wall Street Journal, como repórter e editora em Londres, Paris e Roma, indicou, por sua vez, a agência noticiosa italiana Ansa.

Atualmente, Alessandra Galloni assumia o cargo de editora-executiva global, uma das principais adjuntas de Stephen Adler.

Através da rede social Twitter, o ainda editor-chefe da Reuters afirmou estar “entusiasmado por passar o testemunho a uma brilhante editora e grande colega”.

Alessandra Galloni assume as novas funções na próxima segunda-feira, 19 de abril.

“Durante 170 anos, a Reuters estabeleceu um padrão de uma informação independente, de confiança e global”, afirmou Alessandra Galloni, numa declaração divulgada, acrescentando: “É uma honra liderar uma redação de classe mundial cheia de jornalistas talentosos, dedicados e inspiradores”.

Por sua vez, o presidente-executivo (CEO) da Thomson Reuters, Steve Hasker, disse na segunda-feira que “o mundo precisa intensamente de um jornalismo independente e imparcial”, manifestando a sua confiança em Alessandra Galloni para assumir tal tarefa e “ir mais longe” para atingir tal propósito.

A agência Reuters conta com mais de 2.400 jornalistas em todo o mundo.

Leia Também: “Se jornalismo fizer bom jornalismo sobre ele próprio fica credibilizado”