Início Notícias Covid-19: Chega a Macau terceiro lote da vacina da BioNTech

Covid-19: Chega a Macau terceiro lote da vacina da BioNTech

 

Após a chegada, através do aeroporto de Hong Kong, os SSM examinaram e avaliaram as “embalagens de forma pormenorizada e só darão início à utilização após aprovação”, de acordo com um comunicado.

Em 05 de abril, Macau retomou a administração da vacina da covid-19 da BioNTech, suspensa em 24 de março, quando as autoridades detetaram defeitos na embalagem.

“Para garantir que não existem situações irregulares, os profissionais de saúde irão proceder à verificação de cada frasco, conforme previsto no manual de procedimentos”, indicaram no comunicado divulgado esta tarde.

O segundo e o terceiro lotes, no total de 48.750 doses, tem validade até agosto, sendo que as vacinas que ultrapassem a validade não podem ser utilizadas e serão eliminadas, acrescentaram.

“As mais de 90 mil doses relativas ao primeiro lote da vacina” da BioNTech “continuam armazenadas até que seja emitido o relatório final de investigação pela farmacêutica”, disseram as autoridades

O segundo e o terceiro lotes, no total de 48.750 doses daquela vacina, são válidos até agosto deste ano.

Para evitar desperdícios, os SSM negociaram com o fabricante “a importação por fases e em pequenas quantidades do número de vacinas previstas”, num total de 400 mil da BioNtech.

Até agora, foram utilizadas cerca de quatro mil doses do segundo lote da vacina, sem que fosse encontrado qualquer problema.

Os SSM referiram que, até ao momento, administraram 71.196 doses das vacinas existentes no território, Sinopharm e BioNTech, sendo 46.732 pessoas receberam a primeira dose e 24.464 a segunda.

A população de Macau, de pouco mais de 683 mil residentes, pode também escolher a vacina da AstraZeneca, que ainda não chegou ao território.

Ao todo, a região administrativa especial chinesa vai receber cerca de 1,5 milhões de vacinas.

Considerada uma das regiões mais seguras do mundo em relação à pandemia de covid-19, Macau contabilizou apenas 49 casos desde que o novo coronavírus chegou ao território, no final de janeiro de 2020, não tendo registado até hoje nenhuma morte causada pela doença.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.947.319 mortos no mundo, resultantes de mais de 136,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.923 pessoas dos 828.173 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Estudo aponta resistência da variante sul-africana a vacina da Pfizer