Início Notícias "Multava Jesus pela forma indigna como se referiu a Eustáquio"

"Multava Jesus pela forma indigna como se referiu a Eustáquio"

O presidente do Paços de Ferreira, Paulo Meneses, arrasou as declarações que Jorge Jesus, treinador do Benfica, teve após o encontro na Mata Real, nas quais se referiu de forma depreciativa a Stephen Eustáquio pela expulsão após um lance com Weigl.

O técnico dos encarnados referiu que se fosse líder do clube pacense multava o médio pela expulsão, considerando ainda que aquele lance “não era de um profissional”.

“Se eu fosse presidente dele multava-o pela forma indigna como se referiu a um profissional de excelência. Mas é só mais uma pérola de um grande treinador que não tem outras dimensões, infelizmente”, atirou Paulo Meneses.

Também o treinador dos pacenses, Pepa, já tinha defendido o seu jogador após o encontro.

“O Stephen é dos melhores profissionais que treinei até hoje. Portanto, não tem maldade nenhuma, tentou ganhar a bola. Espero que o Weigl esteja bem mas não há maldade. Temos de ter cuidado com o que dizemos, não admito que digam isso, ele é dos melhores profissionais  que já treinei”, afirmou o treinador do Paços de Ferreira.

Leia Também: “Se fosse presidente do Paços, multava Eustáquio. Não é de profissional”