Início Notícias Granada condenado a indemnizar Siqueira por empréstimo ao Benfica

Granada condenado a indemnizar Siqueira por empréstimo ao Benfica

O Tribunal Superior de Justiça da Andaluzia condenou, esta sexta-feira, o Granada a indemnizar Guilherme Siqueira no valor de 200 mil euros, no seguimento de um acordo que não terá sido respeitado, e que se ‘arrastava’ já desde 2013, quando este foi emprestado ao Benfica.

De acordo com a agência noticiosa espanhola EFE, o acordo em causa terá sido assinado por Enrique Pina, na altura presidente do clube, mas o valor nunca foi liquidado junto do agora ex-jogador.

De tal maneira que, um ano depois, quando o antigo lateral-esquerdo foi vendido ao Atlético de Madrid, no ano seguinte, assinou mesmo um documento no qual garantiu que todas as dívidas tinham sido liquidadas, “com exceção de uma quantia de 240 mil euros líquidos em forma de indemnização”.

Guilherme Siqueira tentou, por várias vezes, abordar os responsáveis do Granada na tentativa de ser ressarcido, mas sem sucesso, pelo que acabaria por apresentar uma queixa junto do Sindicato dos jogadores espanhol. O clube acabaria por estabelecer um plano de pagamento… mas apenas liquidou a primeira prestação, no valor de 20 mil euros.

Já em 2016, o próprio Granada acabaria por rubricar um documento onde garantia “total desconhecimento” do valor em causa, e defendendo que, pelo facto de o jogador ter sido transferido para o Atlético, qualquer tipo de acordo ficaria sem efeito. Cinco anos depois, as autoridades acabaram por dar razão ao ex-atleta.

Leia Também: “Benfica passa momento difícil, mas Jorge Jesus é um grande treinador”