Início Tecnologia Apple continua a alojar apps de grupo ligado a genocídio de uigures

Apple continua a alojar apps de grupo ligado a genocídio de uigures

A Apple continuará a alojar na sua loja virtual App Store algumas aplicações banidas nos EUA, entre elas apps criadas por um grupo paramilitar chinês de nome Xinjiang Production and Construction Corps.

O Xinjiang Production and Construction Corps foi banido pelo governo dos EUA, o que significa que empresas norte-americanas estão impedidas de fazer negócios ou transações com este grupo. O motivo prende-se com o facto de o Xinjiang Production and Construction Corps deter vários serviços, economia e segurança da região de Xinjiang, na China, e de ser responsável pela captura e trabalhos forçados da minoria étnica uigur.

Na notícia avançada pelo The Information é indicado que a Apple está a sofrer pressões para cortar ligações com o Xinjiang Production and Construction Corps. Ainda assim, a tecnológica de Cupertino diz ter analisado as aplicações e considera que as mesmas não violam as leis norte-americanas.