Início Notícias Mais 500 famílias suspenderam prestação da casa no arranque do ano

Mais 500 famílias suspenderam prestação da casa no arranque do ano

No arranque do ano 500 famílias suspenderam as prestações da casa, no âmbito das moratórias. De acordo com dados do Banco de Portugal (BdP), no final de janeiro de 2021 havia 302.900 famílias com a prestação da casa suspensa, face aos 302.400 verificados no final de dezembro de 2020. 

Cerca de 33,2% do valor de empréstimos às empresas e 16,1% do total de empréstimos aos particulares estavam sob moratória no final de janeiro, num montante de 24 e 20 mil milhões de euros, respetivamente.

No que respeita aos particulares, 86% (17.100 milhões de euros) correspondiam a empréstimos para habitação, dos quais 3,7 mil milhões de euros estavam sob moratória privada, que termina já no final do corrente mês de março.

No final de janeiro de 2021, 45,7 mil milhões de euros em empréstimos estavam abrangidos por moratórias, menos 0,5 mil milhões que em dezembro.

“Esta redução foi transversal à generalidade dos setores e finalidades, com exceção dos empréstimos concedidos a particulares para habitação e dos empréstimos às sociedades não financeiras do setor do alojamento e restauração, em que se registaram aumentos no recurso às moratórias de 71 e 38 milhões de euros, respetivamente”, adianta o BdP. 

Leia Também: Marcelo defende “verdadeira União Europeia da saúde”