Início Mundo Índia ultrapassa 50 mil casos diários, pior registo em cinco meses

Índia ultrapassa 50 mil casos diários, pior registo em cinco meses

 

Este é o sexto dia consecutivo em que o país contabiliza mais de 40 mil infeções diárias, confirmando a curva ascendente da pandemia, e ultrapassando pela primeira vez os 50 mil casos diários desde 23 de outubro de 2020.

Na quarta-feira, as autoridades indianas informaram que foi detetada uma nova variante do coronavírus SARS-CoV-2 no país, mas recusaram que esta seja responsável pelo aumento de casos.

A nova variante tem duas mutações na proteína ‘Spike’ (que o vírus utiliza para entrar nas células), que podem facilitar a transmissão, disse o diretor do Centro de Biologia Celular e Molecular, Rakesh Mishra, à agência de notícias Associated Press (AP).

As mutações foram detetadas em 15% a 20% das amostras no estado de Maharashtra, o mais afetado pela nova vaga da doença, informou o Consórcio sobre Genoma (INSACOG, no original), formado pelo Ministério da Saúde indiano e dez laboratórios nacionais.

O organismo precisou que as mutações “não coincidem com nenhuma das variantes preocupantes catalogadas anteriormente”, como as detetadas no Reino Unido, Brasil e África do Sul.

Apesar disso, o INSACOG considerou que a nova variante “não foi detetada em número suficiente para estabelecer, relacionar ou explicar o rápido aumento em alguns estados”.

O aumento das infeções verificou-se, sobretudo, em seis estados: além de Maharashtra, o mais atingido, com mais de metade dos casos nas últimas semanas, também Punjab, Karnataka, Kerala, Chhattisgarh e Gujarat. Juntos, representam 81% das infeções nas últimas 24 horas, de acordo com o Ministério da Saúde indiano.

Nas últimas 24 horas, o país registou ainda 251 mortes provocadas pela doença.

A Índia tinha conseguido travar a progressão da pandemia, depois de atingir o pico de infeções em meados de setembro de 2020, quando foram diagnosticados 97.894 casos num só dia, mas as infeções voltaram a aumentar no último mês.

Desde o início da pandemia, a Índia contabilizou mais de 11,7 milhões de casos de covid-19 (11.787.534), sendo o terceiro país do mundo com mais infeções, atrás dos Estados Unidos e do Brasil.

A Índia é o quarto país do mundo com mais óbitos (160.692 mortes), a seguir aos Estados Unidos, Brasil e México, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins (EUA).

Com uma população de 1,3 mil milhões de habitantes, a Índia começou a campanha de vacinação em 16 de janeiro, tendo até agora vacinado mais de 53 milhões de pessoas (53.145.709), de acordo com os números atualizados diariamente pelo Ministério da Saúde indiano.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.735.411 mortos no mundo, resultantes de mais de 124,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: AO MINUTO: Emergência votada hoje. AstraZeneca baixa eficácia de vacina