Início Notícias Surto obriga Exército da Suíça a encerrar centro bacteriológico

Surto obriga Exército da Suíça a encerrar centro bacteriológico

 

Num comunicado, o Ministério da Defesa suíço confirmou que, além das 59 infeções no centro BNC 77, em Spiez, no centro do país, 87 outros foram colocados em quarentena.

O centro de investigação, que segundo o portal do Exército na Internet dá instrução a todos os soldados e quadros das tropas de defesa NBC [ameaças bacteriológicas, químicas e nucleares] — conta com um total de 200 militares, pelo que foi decidido encerrá-lo “temporariamente”.

“Felizmente, não há nenhum caso grave. […] Todos os militares estão confinados e a ser acompanhados e tratados no centro”, refere-se no comunicado.

“Está já a ser investigada a forma como o vírus se propagou de tal forma no centro de instrução”, refere o Ministério da Defesa, salientando que as medidas de proteção tomadas “permitiram evitar a propagação para o exterior”.

Segundo as primeiras informações, as análises já realizadas permitiram determinar que apenas foram registados casos de infeção com a variante britânica B.1.1.7, do SARS-Cov-2, que é muito mais contagiosa do que o vírus original e que é hoje dominante na Suíça.

O Exército acredita que a variante do vírus poderá ter favorecido a evolução da epidemia nas instalações.

Na Suíça, a pandemia continua em níveis elevados — quase 10.000 mortes entre os cerca de 590.000 casos de contágio desde o início -, o que obrigou o Governo federal a prorrogar algumas restrições por mais algumas semanas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.735.411 mortos no mundo, resultantes de mais de 124,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Leia Também: AO MINUTO: Incidência aumenta em Espanha. Islândia reimpõe restrições