Início Notícias 5G: "Estou muito contente com o decurso do leilão"

5G: "Estou muito contente com o decurso do leilão"

 

Pedro Nuno Santos respondia a questões colocadas pelos deputados sobre as polémicas que envolvem o 5G, na comissão parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, no âmbito de uma audição regimental.

“Relativamente ao leilão do 5G, não há nenhum problema, as operadoras queixam-se, mas isso é um problema das operadoras”, afirmou Pedro Nuno Santos.

O processo do leilão do 5G tem sido bastante contestado pelas operadoras históricas, envolvendo processos judiciais, providências cautelares e queixas a Bruxelas, considerando que o regulamento tem medidas “ilegais” e “discriminatórias”, o que incentiva ao desinvestimento.

“O leilão do 5G está a decorrer, todos os dias aumenta receita, nós já vamos em mais de 350 milhões de euros de receita entre a fase de novos entrantes e esta”, prosseguiu o governante.

“Que continuem a aumentar as licitações porque nós precisamos de dinheiro que, depois, vamos investir noutro objetivo”, que é “a necessidade de nós conseguirmos cobrir o território todo com fibra ótica”, afirmou o ministro.

“Estou muito contente com o decurso do leilão”, salientou Pedro Nuno Santos, que acrescentou não ter qualquer problema com a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

“Eu não tenho nenhum problema com o nosso regulador, não tenho, é da vida”, rematou.

A licitação principal do leilão 5G chegou hoje aos 50 dias, com as propostas a totalizarem 264,7 milhões de euros, num total de “seis rondas”.

Não existe informação oficial de quem licitou, nem data para o final do leilão, mas está previsto que a atribuição das licenças 5G decorra até final do mês, ou seja, até à próxima semana.

Leia Também: Lei dos aeroportos avança após inicio da avaliação ambiental estratégica