Início Notícias 200 membros da família real amaZulu na leitura de testamento do rei

200 membros da família real amaZulu na leitura de testamento do rei

 

“Em consonância com os desejos de sua majestade o rei, a família gostaria de anunciar que sua majestade a rainha Mantfombi Dlamini Zulu atuará como regente da nação zulu durante o interregno”, adiantou Mangosuthu Buthelezi.

O príncipe zulu, de 92 anos, explicou ainda aos jornalistas, no final da reunião da família real amazulu com os advogados do falecido monarca zulu, no palácio real em Kwanongoma, norte da província do KwaZulu-Natal, que a decisão sobre a sucessão da monarquia amaZulu será conhecida depois de observado um período de luto de três meses.

“A rainha Mantfombi não se envolverá ativamente nos assuntos da nação [amaZulu] devido ao período de luto particular segundo a nossa tradição, mas será assistida por membros da família real e do conselho real”, declarou Mangosuthu Buthelezi.

O ex-líder do Partido Livre Inkatha (IFP, na sigla em inglês), afirmou ainda que “como defensor da segurança alimentar e da agricultura de subsistência no país, sua majestade exortou a que as coisas não parassem durante um longo período de luto”.

“As pessoas estão, portanto, livres para arar, plantar e trabalhar a terra a partir de sexta-feira, 26 de março de 2021, de acordo com os desejos de sua majestade”, concluiu.

O rei Goodwill Zwelithini ka Bhekuzulu, que reinou desde 1971, morreu em 12 de março, de doença associada à diabetes e à covid-19, no hospital público Chief Albert Luthuli, em Durban, litoral do país, e foi sepultado de madrugada seis dias depois em Kwanongoma, norte da província do KwaZulu-Natal.

Leia Também: Reino Zulu presta última homenagem a Goodwill Zwelithini KaBhekuzulu