Início Mundo União Europeia. Agricultura deve preferir agentes biológicos a pesticidas

União Europeia. Agricultura deve preferir agentes biológicos a pesticidas

Falando em conferência de imprensa no final do primeiro dia da reunião dos ministros da Agricultura da UE, Maria do Céu Antunes salientou que no Conselho de junho deverá ser apresentada, “para adoção definitiva”, a proposta de decisão solicitando à Comissão que realize um estudo “sobre a situação dos agentes de controlo biológico, a sua importação, a produção, a avaliação e o uso destes micro-organismos”.

A ministra salientou ser “da maior importância” a discussão sobre os agentes biológicos que — no âmbito da Estratégia do Prado ao Prato e do pacto Ecológico Europeu — “quer apoiar agricultores para uma transição mais verde, mais justa e inclusiva”.

O Conselho de Ministros da Agricultura da UE defendeu ainda a avaliação “de possíveis opções que possam promover uma maior harmonização de procedimentos entre os vários Estados-membros para facilitar o acesso a todos os agricultores e apoiar o investimento na inovação”.

A prontidão da UE para proteger a agricultura contra pragas de forma a produzir alimentos cada vez mais seguros foi outro tema em debate.

A reunião termina na terça-feira com a reforma da Política Agrícola Comum (PAC) em agenda.

Portugal assumiu como uma das prioridades da sua presidência semestral do Conselho da UE a conclusão da PAC 2021-2027 esta primavera, de modo a que possa entrar em vigor em 10 de janeiro de 2023, vigorando até lá medidas provisórias.