Início Tecnologia Twitter poderá retirar privilégios de líderes mundiais

Twitter poderá retirar privilégios de líderes mundiais

O Twitter anunciou que está atualmente a analisar a sua política relativa a contas pertencentes a líderes mundiais, indicando que está a avaliar mudar as regras para criar uma maior igualdade na plataforma digital.

É por isso que a empresa lançou um inquérito para os seus utilizadores, procurando perceber a opinião geral sobre o tema. “Geralmente, queremos ouvir do público se acreditam ou não quer os líderes mundiais devem ser sujeitos às mesmas regras que os outros no Twitter. E, caso um líder mundial viole uma regra, que tipo de ação penalizadora deve ser apropriada”, pode ler-se na publicação de blogue do Twitter.

A hipótese de rever as regras em relação a líderes mundiais deverá ter surgido a respeito da posição do Twitter em relação ao ex-Presidente dos EUA, Donald Trump. Durante o mandato, Trump fez várias publicações no Twitter que, tivessem sido feitas por outros utilizadores, resultariam numa penalização. Na altura, o Twitter defendeu-se apontando o valor noticioso das publicações de Trump, uma justificativa que deixou de ser aplicada durante a invasão ao Capitólio dos EUA, no dia 6 de janeiro, por incitamento de Trump.

Agora, o Twitter parece estar disposto a analisar as suas próprias regras para evitar situações futuras e impedir que líderes mundiais sejam responsáveis por escaladas de violência.