Início Mundo Taça chinesa comprada por 22 euros arrematada em leilão por 600 mil...

Taça chinesa comprada por 22 euros arrematada em leilão por 600 mil euros

O valor pago pela tigela do século XV ficou significativamente acima dos 500 mil dólares (420 mil euros) que a leiloeira Sotheby´s estimava como valor máximo de venda, e representa 29 mil vezes o que foi pago no ano passado pelo objeto, encontrado em New Haven, Estado do Connecticut. 

Angela McAteer, especialista em arte chinesa da Sotheby´s, afirmou à CNN que o raro objeto é conhecido como “tigela lótus”, devido à sua semelhança com a flor de lótus, e tem as suas origens na corte do Imperador Yongle (1403-1424), na China, durante o qual as técnicas de produção de porcelana floresceram.

A tigela “tem um corpo de porcelana incrivelmente suave” e “um brilho acetinado, realmente oleoso”, que “nunca foi replicado em futuros reinos ou dinastias chinesas”, disse McAteer.

Com um diâmetro de 15 centímetros, a peça azul e branca tem decorações de flores de lótus, peónia, crisântemo e romã, tendo sido muito provavelmente usada na corte imperial chinesa, segundo a especialista da Sotheby´s. 

“O imperador Yongle realmente promoveu a importância artística da porcelana”, tornando objetos utilitários “em verdadeiras obras de arte”, disse McAteer.  

Apenas 6 tigelas semelhantes são conhecidas, encontrando-se no National Palace Museum (Taipei), no British Museum (Reino Unido) e Victoria & Albert Museum (Reino Unido).

A identidade do comprador não foi divulgada pela Sotheby´s, que também reservou informação sobre o indivíduo que fez o achado na feira e garagem de New Haven.

Aos caçadores de antiguidades, a especialista da Sotheby´s recomenda que “procurem o equilíbrio e harmonia no desenho” e “avaliem a qualidade e a perícia usada no seu fabrico”.

Leia Também: Artefacto comprado em venda de garagem valia meio milhão de dólares