Início Mundo EUA e Canadá ‘declaram guerra’ às vespas asiáticas

EUA e Canadá ‘declaram guerra’ às vespas asiáticas

De acordo com a equipa de especialista, citada pela Associated Press (AP), a ‘batalha’ para impedir que estes predadores alfa de se estabelecerem nos dois países começou no condado de Whatcom, em Washington, onde os insetos foram detetados nos últimos anos.

“Não é uma espécie que queiramos tolerar nos Estados Unidos (…). Não é suposto as vespas asiáticas estarem cá. Podemos não apanhar todas, mas vamos apanhar tantas quanto pudermos”, disse Sven-Erik Spichiger do Departamento de Agricultura de Washington, que tem erradicado os ninhos destes animais nos últimos anos.

Já Paul van Westendorp, do Ministério da Agricultura, Alimentação e Pescas da Colúmbia Britânica, disse que as vespas asiáticas ameaçam a vida humana e a população de abelha, imprescindível à polinização, representando também um perigo para outros insetos.

“É um perigo absolutamente sério para a nossa saúde e para o nosso bem-estar (…). São insetos intimidantes”, referiu.

A vespa velutina é uma espécie asiática característica de regiões tropicais e subtropicais do norte da Índia ao leste da China, Indochina e ao arquipélago da Indonésia, sendo a sua existência reportada desde 2011 na região norte de Portugal.

A velutina distingue-se da espécie europeia Vespa crabro pela coloração do abdómen, que é predominantemente de cor preta, ao contrário da europeia, onde prevalece a cor amarela.

A vespa asiática constitui também uma ameaça para a saúde pública, reagindo modo bastante agressivo quando sem tem os ninhos ameaçados, “incluindo perseguições até algumas centenas de metros”.

Leia Também: Paredes eliminou mais de 870 ninhos de vespa asiática em três anos