Início Notícias Estratégia dos EUA para a Coreia do Norte pronta "nas próximas semanas"

Estratégia dos EUA para a Coreia do Norte pronta "nas próximas semanas"

Numa conferência de imprensa em Seul, Antony Blinken disse que Washington e os seus aliados estão envolvidos na “revisão global” desta política em relação à Coreia do Norte.

No mesmo evento estiveram o secretário da Defesa dos EUA, Austin Lloyd, e do lado sul-coreano o chanceler e o ministro da Defesa Nacional, Chung Eui-yong e Suh Wook.

O encontro realizou-se horas depois de a vice-chanceler norte-coreana, Choe Son-hui, ter dito que Pyongyang não pretende responder aos pedidos de diálogo que Washington tem vindo a fazer desde fevereiro, até que os EUA alterem a sua “política hostil” em relação ao país asiático.

O ministro dos Negócios Estrangeiros sul-coreano disse que Washington e Seul continuarão a “discutir esta questão” e que o Governo sul-coreano “apoia todos os esforços da administração Biden para estabelecer contacto com a Coreia do Norte”.

Blinken, por seu lado, insistiu que o principal objetivo da sua viagem ao nordeste asiático, no que diz respeito à estratégia norte-coreana, é reforçar a “coordenação com os aliados”.

Olhando para a reunião que irá realizar hoje no Alasca com o chefe do Partido Comunista da China (CPC) para os Negócios Estrangeiros, Yang Jiechi, e o ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi, acrescentou que Pequim “tem um grande papel a desempenhar” na desnuclearização da península.

A este respeito, salientou “a posição especial” que a China tem com a Coreia do Norte, que obtém cerca de 90% das suas importações do seu vizinho gigante.

Leia Também: Coreia do Norte rejeita diálogo até que EUA acabem com “política hostil”