Início Notícias Portugal com maior queda nas vendas de automóveis na UE

Portugal com maior queda nas vendas de automóveis na UE

 

Citando números de vendas de veículos hoje publicados na UE, a associação referiu que “Portugal, no conjunto dos meses de janeiro e fevereiro, teve a maior queda percentual (-47,1%) de vendas, dos vinte e sete países da União Europeia. No total do mercado da UE, a quebra neste período foi de 21,7%”, lê-se na mesma nota.

De acordo com a ACAP, em fevereiro, “com o agravamento causado pelo encerramento dos ‘stands’ de automóveis”, a descida do mercado nacional “foi ainda superior (-59%) à verificada na União Europeia, que foi de -19,3%”. 

Analisando o ano de 2020, “o mercado automóvel em Portugal teve a terceira maior queda percentual em toda a União Europeia”, referiu a associação, acrescentando que “tem, insistentemente, referido é que necessário que o Governo adote rapidamente medidas de estímulo à procura” no setor, como fizeram os outros países.

“O facto de os outros mercados, terem vindo a ter quedas sempre inferiores à nossa, resulta do facto de os governos desses países terem avançado com programas de renovação do parque automóvel assim como com o aumento do incentivo à compra de veículos eletrificados”, defende a associação.

“Em Portugal, o Governo não só não tomou qualquer medida de estímulo à renovação do parque automóvel como, ainda, recentemente reduziu os incentivos para a compra de veículos elétricos”, criticou a ACAP, apontando que no Orçamento do Estado para 2021 foram eliminados “os benefícios fiscais para os veículos híbridos convencionais” e restringido “o acesso aos benefícios para os híbridos ‘plug-in'”.

Leia Também: SEF detém homem por uso de moedas falsas e cidadão estrangeiro sem visto