Início Notícias "Não foi um golpe de Estado ou algum ‘boy’ que me colocou...

"Não foi um golpe de Estado ou algum ‘boy’ que me colocou no FC Porto"

22h52. Fim da entrevista a Pinto da Costa.

22h51. Continuidade no FC Porto. Quero deitar-me ao final do dia e pensar que fiz tudo nesse dia pelo FC Porto. No dia em que isso não acontecer vou-me embora. Em abril de 1982 não sabia quanto tempo ia durar. Certamente que cometi vários erros, mas pensei sempre no melhor do clube. Eu não estou no FC Porto devido a um golpe de Estado ou por algum boy me querer lá. Eu estou lá porque os sócios me querem lá.

22h50: Alfredo Quintana. Fiquei muito satisfeito com a vitória de Portugal. Fiquei muito emocionado e contente com a homenagem que fizeram ao Quintana. Fiquei contente porque o Presidente da República, que é sempre lesto a mandar cumprimentos, pensei que ele não soubesse que o Alfredo tinha morrido, fiquei satisfeito por vê-lo a falar nas redes sociais. O Quintana era um grande atleta, um cidadão exemplar e isso vê-se no sentimento dos companheiros. O facto de o Rui Silva ter marcado o golo com o braço direito não foi por acaso…

22h44. Suspensão de Raul Alarcon por substâncias proibidas. O assunto está entre entregue a um advogado espanhol. Quando essa notícia saiu imediatamente falamos com o senhor Quintanilla para se reunir connosco. Vamos recorrer da situação, até onde for possível. Até aos tribunais internacionais, se for necessário. O Alarcon ganhou a Volta duas vezes e não estava dopado. Ele fez testes no final dessas provas. Ele foi sim operado e depois dessa intervenção tomou comprimidos. E nós informámos que o Alarcon tinha tomado essa medicação após a operação. Iremos até às últimas circunstâncias para defender a honra do atleta.  Eu também quando fui operado ao coração também tomei muitas substâncias e o meu organismo certamente também estava alterado. 

22h43: Centro de estágios do FC Porto. O projeto está em andamento e temos dado passos em frente. Já há praticamente acordo com os proprietários do terreno.

22h39: Possível descida do FC Porto B. Existem teorias de querem que equipa B do FC Porto desça e isso foi dito em Chaves a responsáveis do FC Porto. Falam que a Federação quer que desça para os jogos passarem para o Canal 11 e que pode ainda existir um complô da APAF… Não acredito.

22h37: Empréstimos obrigacionistas. Se tudo correr bem, um vai ser pago antecipadamente, acho que em junho e o outro será pago em julho.

22h35: Fair-play financeiro. Nós estamos convencidos de que vamos nesse sentido. No primeiro semestre tivemos um lucro de 34 milhões de euros, e acredito que no segundo semestre podemos melhorar. Agora quando falamos de passivo e os jornais gostam muito de falar disso, e até devem estar mais aflitos do que nós. O nosso plantel está avaliado em 74 milhões, mas vale bem mais do que 200 milhões.

22h30: Estados gerais do futebol? Não sei  o que isso é. Os filósofos e os parasitas é que devem ser a favor disso. Eu não dou para esse peditório. Eu só quero é que o Estado devolva o que é nosso. Eu não sou defensor da paragem do campeonato, apenas que Portugal o que é nosso. Se um jogador receber um milhão, nós (clubes) temos de pagar 2,2 milhões. É insustentável. A Liga anda muito preocupada com a centralização dos direitos no futebol. Isso é um grande negócio, mas para 2028. Até lá não se pode mudar. A grande preocupação é fechar um contrato para 2028 e até lá deixar os clubes em dificuldade e nada fazer. 

22h25: Ajuda de 65 milhões de euros do Estado para o Desporto: Para o futebol não-profissional pode ser bom, mas o que me diz respeito é futebol profissional e, quanto a isso, não há resposta nenhuma do Governo. O FC Porto com a não existência de público teve um prejuízo de 27 milhões- Sabe qual foi a ajuda que o FC Porto teve do Estado? O FC Porto paga 42 milhões por ano de impostos, mais 7 milhões de segurança social. O FC Porto como qualquer empresa tem direito à devolução do IVA. Tínhamos a receber aré 31 de dezembro 7,5 milhões do Estado. Não nos pagaram.

22h21: Toda a gente falava em milagres no verão. O milagre de Portugal era o que diziam. Todos vimos o primeiro-ministro na praia, o Presidente na praia. E que estava tudo bem, e depois o natal foi o que se viu. O natal foi um suicídio e responsável pela morte de muitos. Milagres? Milagres só em Fátima, nunca em São Bento ou em Belém.

22h19: Ausência de público. Nos Açores a situação não está melhor do que cá e lá há público. Aqui há ensaios e as coisas correm todas muito bem e os estádios voltam a fechar. Mas qual é o sentido disto? É inexplicável que tenha deixado de haver público nas touradas e depois vão o primeiro-ministro e o Presidente da República assistir a eventos em recinto fechado. Ir a um estádio já não se pode. Isto é demasiada areia para a minha camionete. 

22h18: Pandemia. Isso dificultou, de facto, o nosso trabalho, mas isso afectou toda a gente.

22h15: Calendário. Acho engraçado quando dizem que o FC Porto é um triunfo do futebol português. A vitória é do FC Porto. O futebol português nada fez para ajudar o FC Porto. Quem devia salguardar estas situações são as pessoas que regem o futebol português. Na Holanda impediu-se que o Ajax fizesse uma série de jogos em tão pouco tempo. Era bonito que em Portugal olhassem para o calendário e não permitissem ao FC Porto atuar para a Champions e jogar três dias antes.

22h12: Campeonato? Matematicamente ainda pode chegar ao primeiro. Não encaramos a Champions como uma salvar de face. Agora somos dos poucos que já ganhámos duas e queremos ganhar uma terceira. No campeonato, o importante é ganhar os jogos todos até ao fim e esperar pelo que os outros fazem.

22h11: Renovações? Otávio está preso por detalhes. Marega? Quando o empresário chegar vamos negociar com ele.

22h08: Liga dos Campeões? Eu penso que o FC Porto pode ir até à final e ganhar essa final. Em 1987 também ninguém acreditava e a verdade é que a vencemos.

22h06: Eu sinto um grande respeito pelo FC Porto pela comunicação social estrangeira. Aqui, em Portugal, desvaloriza-se o que o FC Porto faz de bem. E, depois, quando nós fazemos algo de bem isso é notícia com alguma azia.

22h05: Arbitragem: Às vezes não se disputa metade dos 90 minutos de jogo, porque há sucessivas interrupções. Mas agora tem havido uma mudança dos árbitros, a marcarem só determinardas faltas. As faltinhas estão a diminuir e os árbitros estão a deixar jogar mais.

22h00: Renovação de contrato com Sérgio Conceição? Ele tem contrato com o FC Porto até ao final desta época, e é minha intenção e dele renovarmos o vínculo. Ele agora quer estar focado na Champions, mas acredito que antes do final da época vamos renovar o contrato. Ele é uma peça muito importante neste projeto, e acredito que ainda podemos fazer muito mais com ele no comando técnico.

21h57: Pinto da Costa concede, nesta terça-feira, uma entrevista ao Porto Canal, onde vai abordar a atualidade do clube azul e branco.

Leia Também: ‘De perna alçada e copo na boca’: Um cenário Real e os ‘quartos’ na mão