Início Notícias Indicador de Clima Económico moçambicano começa ano em queda

Indicador de Clima Económico moçambicano começa ano em queda

 

No saldo mensal, o ICE desceu de um valor de 90,5 pontos em dezembro de 2020 para 89,4 em janeiro, abaixo de 98,6, saldo médio do indicador registado mensalmente desde 2004.

“Em termos setoriais, a avaliação desfavorável do clima económico em janeiro, deveu-se ao mau andamento nas atividades económicas de produção industrial, transportes, alojamento, restauração e similares”, explicou o INE.

A avaliação desfavorável “suplantou as avaliações positivas registadas nas áreas de outros serviços não financeiros e de construção, num ambiente em que houve manutenção no setor de comércio”.

Desagregando o ICE pelos seus componentes, a perspetiva da procura “registou uma queda ligeira no mês de janeiro, facto que constituiu uma interrupção duma tendência ascendente de seis meses”. 

A perspetiva de emprego “voltou a diminuir de forma ligeira pelo segundo mês consecutivo” e a avaliação sobre preços futuros “diminuiu de forma ligeira, após um longo perfil ascendente”.

O ICE faz parte do boletim de indicadores de Confiança e de Clima Económico, uma publicação mensal sobre a conjuntura de Moçambique, compilada com base num inquérito realizado também todos os meses pelo INE às empresas do setor não financeiro.

“O estudo expressa a opinião de agentes económicos acerca da evolução e perspetiva da sua atividade, particularmente sobre emprego, procura, encomendas, preços, produção, vendas e limitações de atividade”, explica a autoridade estatística moçambicana.

Leia Também: Moçambique/Ataques: Crianças são alvo e carecem de apoios