Início Mundo EUA acusam Junta da Birmânia de reprimir manifestantes pacíficos

EUA acusam Junta da Birmânia de reprimir manifestantes pacíficos

 

“Na Birmânia, o Exército está a tentar alterar os resultados de uma eleição democrática e a reprimir brutalmente manifestantes pacíficos”, disse Blinken que se encontra de visita à capital do Japão.

Os militares tomaram o poder após o golpe de Estado militar de 01 de fevereiro provocando a reação da oposição que mantém os protestos há mais de um mês, em vários pontos do país.

No último fim de semana morreram pelo menos 59 pessoas, vítimas da repressão da polícia e dos soldados durante manifestações pacíficas.