Início Mundo Dezenas de pessoas mortas em ataques no Níger

Dezenas de pessoas mortas em ataques no Níger

 

“Um dos ataques ocorreu ontem [segunda-feira] à tarde e teve como alvo um veículo que transportava passageiros na estrada Banibangou-Chinégodar e cerca de 200 pessoas morreram”, disse um aldeão, por telefone, citado pela agência France-Presse.

“Eram pessoas que tinham vindo ao mercado de Banibangou e que se dirigiam para Chinégodar”, referiu outro habitante da aldeia, que não apresentou um número preciso.

Um governante local e uma fonte da administração local disseram estar “conscientes dos ataques”, mas não puderam dar uma estimativa das mortes ou apresentar as circunstâncias que levaram a estes ataques.

Outros ataques contra aldeias terão sido também realizados no final de segunda-feira. De acordo com uma fonte de segurança, um ataque por volta das 18:00 locais por “bandidos armados” terá matado “cerca de 30 pessoas”.

Os ataques não foram ainda confirmados pelo Governo de Niamey.

Banibangou é o lar de um dos mais importantes mercados semanais desta região, próxima da fronteira com o Mali.

A região de Tillabéri está localizada na zona das “três fronteiras” Níger-Mali-Burkina, frequentemente atacada por grupos ‘jihadistas’.

Há vários anos que o Níger — tal como os vizinhos Mali e Burkina Faso – é atormentado por ataques ‘jihadistas’ nas zonas oeste e sudeste, tendo já morrido centenas de pessoas no processo.

Em maio passado, 20 pessoas, incluindo crianças, foram mortas em duas aldeias em Anzourou (região de Tillabéri) e há cerca de duas semanas, pelo menos 34 pessoas foram mortas e 100 outras ficaram feridas em Toumour, na região de Diffa (sudeste), perto da Nigéria, por membros do grupo ‘jihadista’ Boko Haram, de acordo com as autoridades.

Em 02 de janeiro, cerca de uma centena de pessoas foram mortas em ataques a duas aldeias nesta região, naquele que foi um dos piores massacres de civis na história do Níger.