Início Mundo Covid-19: China regista caso importado de Moçambique

Covid-19: China regista caso importado de Moçambique

 

Segundo a Comissão Municipal de Saúde de Shenzhen, a cidade adjacente a Hong Kong detetou três casos importados de covid-19.

Num comunicado divulgado no domingo, a comissão revelou que um dos casos envolve um chinês que voou de Moçambique para Shenzhen.

O homem acabou por mais tarde fazer um teste positivo para o novo coronavírus, que provoca a covid-19, já durante o período de isolamento.

O chinês desenvolveu sintomas de covid-19 e está atualmente a ser tratado num hospital de Shenzhen, no sul da China, em situação clínica estável.

A cidade vizinha de Foshan já tinha registado a 10 de Março um outro caso importado de covid-19, também um cidadão chinês vindo de Moçambique, anunciou na altura a Comissão de Saúde de Guangdong, província adjacente a Macau.

No mesmo dia, a Comissão Provincial de Saúde de Sichuan, no sudoeste da China, tinha anunciado um outro caso de covid-19 importado de Moçambique.

Num comunicado, a comissão revelou que o homem passou pelo Nepal, de onde voou para a capital de Sichuan, Chengdu.

Em apenas dois dias, Chengdu registou três casos de covid-19 importados de Moçambique.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.654.089 mortos no mundo, resultantes de mais de 119,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Moçambique contabiliza um total acumulado de 729 mortos e 64.642 casos de covid-19, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: AO MINUTO: Portugal suspende uso da vacina da AstraZeneca