Início Notícias Quase 190 passageiros aterram em Díli em quarta operação da euroAtlantic

Quase 190 passageiros aterram em Díli em quarta operação da euroAtlantic

Mário Alvim, que pilotou o avião entre a sua única escala na viagem, Dubai, e Díli, disse à Lusa que além dos 188 passageiros e 16 tripulantes, o avião transportou cerca de 3.000 quilos de carga, incluindo medicamentos, livros e roupa.

O Boeing 767-300, que partiu de Lisboa ao inicio da madrugada de domingo, hora local, aterrou em Díli cerca das 06:30 de segunda-feira, hora local (21:30 de domingo, hora de Lisboa).

A carga a bordo inclui medicamentos fornecidos pelo grupo português Farmgest, que tem um contrato com a SAMES, a farmácia central do Governo timorense.

Viajaram também até Timor-Leste cerca de 500 quilos de livros e de roupa, no âmbito de duas ofertas, com o transporte a ser feito de forma gratuita pela euroAtlantic.

Os cerca de 900 livros de fichas de português foram oferecidos pela editora Areal e vão agora ser distribuídos por um dos seus autores, Ricardo Antunes, residente em Timor-Leste, por vários projetos de reforço da língua portuguesa, incluindo a Fundação Quesadhip, a ABUT, o projeto “Por Timor um gesto uma Dádiva” e várias escolas públicas timorenses.

Além disso, e também com o apoio de transporte da euroAtlantic, chegaram a Díli mais de 1.600 peças de roupa para crianças, costuradas por voluntárias em Portugal e oferecidas pelo projeto “Dress a Girl Portugal”.

Numa nota enviada à Lusa, a organização explica que as voluntárias trabalharam durante o confinamento, tendo sido enviados “envelopes pré-pagos dos correios saiam de Lisboa com tecidos, elásticos, linhas e mais um envelope para mandarem de volta”.

Só no último ano as voluntárias em todo o país produziram e enviaram mais de 30.000 máscaras sociais, mais de 15 .000 de vestidos e calções, mais de um milhar de kits de escola (mochila, chapéu, estojo de escola, máscara, estojo de higiene e vestido e calção) e mais recentemente 1.000 kits para a República Centro Africana com vestido/calção, uma máscara social e uma bolsa de pano para transportar o caderno para a escola.

Desde março 2020 fez chegar 12.193 vestidos e 8,291 calções a crianças desfavorecidos em 11 países espalhados pelo mundo. Tanzânia, Filipinas, Guiné Equatorial, Camarões, Guiné, Angola, Brasil, Cabo verde, Moçambique, Marrocos, São Tomé e Príncipe e agora Timor-leste.

A roupa será entregue ao Instituto Filhas de Maria Auxiliadora Timor-Leste e às irmãs salesianas de São Bosco que irão distribuir pelos vários orfanatos e instituições do país.

“Para as centenas de voluntárias da Dress a Girl Portugal, que tem uma média de idade entre os 65-70 anos este confinamento trouxe novos desafios, não só na inovação de projetos propostos pela associação, mas também no uso das novas tecnologias que culminou com uma reunião via zoom com dezenas de participantes dos vários grupos onde se deu conta dos objetivos alcançados e dos novos desafios”, explica a coordenadora nacional da organização, Joana Nobre Garcia.

O voo da euroAtlantic regressa na terça-feira a Lisboa com cerca de 36 passageiros, fazendo escalas técnicas em Kuala Lumpur e no Dubai.

As operações da euroAtlantic têm servido para colmatar, em parte, o isolamento de Timor-Leste em termos de ligações comerciais aéreas que, á exceção de voos para a Austrália, está fechado a voos comerciais há um ano.

Leia Também: Montijo: euroAtlantic “preocupada” com falta de “luz ao fundo do túnel”