Início Mundo ‘Verdes’ esperam resultado histórico nas eleições regionais alemãs

‘Verdes’ esperam resultado histórico nas eleições regionais alemãs

Winfried Kretschmann, do partido “Grüne“, que governa a região de Bade-Vurtemberga, obteve 30,3Euro nas eleições de 2016. Agora, e de acordo com as últimas sondagens, pode chegar ao resultado histórico de 35%, com uma diferença de quase 10% em relação ao segundo partido mais escolhido, a União Democrata-Cristã (CDU).

Se estes resultados se verificarem, a posição dos “Verdes”, atual maior partido da oposição na Alemanha, poderá sair reforçada, tornando a possibilidade da escolha de um chanceler mais próxima.

Para o politólogo Lothar Probst, da Universidade de Bremen, o ministro-presidente tem sido a “figura decisiva” na região, mais do que no passado, principalmente por causa do aparecimento constante em público devido à gestão da crise de covid-19.

“O interesse do estado está muito focado nele (…) é ele que vai marcar a diferença no resultado destas eleições”, realçou em declarações à agência Lusa.

O estado de Bade-Vurtemberga tem cerca de 7,7 milhões de eleitores. Os “Verdes” e o Partido Democrático Liberal (FDP) são os únicos que ganham em votos, segundo as sondagens mais recentes. Todas as restantes formações políticas perdem apoiantes em relação ao último escrutínio de há quatro anos.

A CDU, que obtinha 27% em 2016, não vai além dos 25%. Já o SPD desce de 12,7% em 2016 para 10% agora. O partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD) passa de 15,1% para 12% das preferências.

“O resultado da AfD vai mostrar até que ponto podem, ou não, celebrar uma espécie de regresso, depois de terem perdido parte dos seus simpatizantes no último ano”, adiantou Lothar Probst.

O arranque do ano eleitoral na Alemanha, que culminará a 26 de setembro com a escolha de um novo chanceler, acontece já este domingo, com a ida às urnas nos estados de Bade-Vurtemberga e Renânia Palatinado.