Início Notícias "O presidente do Marítimo estava a sofrer há muito tempo"

"O presidente do Marítimo estava a sofrer há muito tempo"

Primeiro jogo e primeiro vitória para Júlio Velázquez. Era impossível melhor início para o treinador espanhol, ainda para mais num dérbi da Madeira. O Marítimo foi à Choupana derrotar o Nacional por 2-1, em jogo da 23.ª ronda do campeonato português.

“Era impossível começar melhor, com três pontos, ainda para mais num dérbi, depois de tanto tempo sem ganhar. Estou muito feliz e sobretudo pelos jogadores, que merecem. Foi incrível a forma como nos receberam, é um grupo extraordinário, também pelo presidente, que estava a sofrer há tanto tempo, por isso fico muito contente por ele, pela direção, e acima de tudo pelos adeptos, que já mereciam. Foi incrível a forma como nos animaram hoje na estrada, quando estávamos no autocarro. E por todos os trabalhadores e pela massa associativa do Marítimo, fico muito contente e muito feliz”, começou por dizer o treinador espanhol na flash-interview da SportTV.

“A equipa tem condições para conseguir a permanência, há qualidade. Desde que falaram comigo e que houve acordo, fiz todos os possíveis para vir hoje para o banco porque o futebol é paixão e iniciar este percurso jogando contra o Nacional, num dérbi… Só fizemos dois treinos, ontem um para a parte ofensiva e hoje de manhã um para trabalhar a parte sem bola. Pela atitude, a vontade, o compromisso dos jogadores, é para agradecer, porque não é fácil receber novas ideias”, referiu ainda Velázquez.

Leia Também: Foi assim que Rodrigo Pinho deu a volta ao dérbi da Madeira