Início Mundo Prisões de Nova Iorque estão cheias e teme-se propagação do coronavírus

Prisões de Nova Iorque estão cheias e teme-se propagação do coronavírus

Na primavera do ano passado, as prisões de Nova Iorque estavam sob tamanha ameaça do coronavírus que as autoridades locais decidiram libertar centenas de reclusos. A população prisional de Nova Iorque caiu para o número mais baixo em mais de 50 de anos.

Mas um ano depois, as prisões de Nova Iorque estão novamente a abarrotar. Aliás, de acordo com o The New York Times, albergam ainda mais reclusos do que em março do ano passado – mais de 5.500 pessoas estão detidas nas prisões da cidade, um número ligeiramente superior ao de março de 2020.

Houve um aumento de infeções nos últimos meses que pode tornar-se um risco para a saúde pública, e que até pode extravasar os muros das prisões.

Em processos interpostos na justiça norte-americana, reclusos e guardas definiram as condições na prisões como perigosas e insalubres.

Algumas pessoas que estiveram até há pouco tempo detidas em Rikers Island, onde está situada uma das principais prisões de Nova Iorque, disseram que voltou a ser impossível manter o distanciamento social, e que sabonetes e desinfetantes escasseiam ou simplesmente não estão disponíveis. Queixam-se ainda que muitos guardas não usam máscaras de forma regular.

“Eles não fizeram nada para nos manter seguros. Imaginem quantas bactérias, quantos germes há ali. Basicamente, é como se não fôssemos humanos”, lamentou ao Times Prakash Churaman, que foi libertado de Rikers Island em janeiro.

Os dados do Correctional Health Services mostram que os contágios nas prisões de Nova Iorque subiram em janeiro e fevereiro para os níveis mais elevados desde a primavera do ano passado.

“Quando vemos os números a começarem a crescer como têm crescido, é uma bomba relógio. Inevitavelmente vai espalhar-se para as comunidades às quais os reclusos regressam”, advertiu Seth J. Prins, professor de Epidemiologia da Universidade de Columbia.

Leia Também: AO MINUTO: Cabeleireiros e barbeiros poderão abrir já para a semana