Início Mundo Myanmar: Mais sete manifestantes mortos pelas forças de segurança

Myanmar: Mais sete manifestantes mortos pelas forças de segurança

Um manifestante foi baleado na cabeça no distrito de Dagon Norte, em Rangum, disse uma testemunha à agência de notícias Efe.

Na cidade de Myaing, na região central de Magway, seis pessoas foram mortas a tiro pelas forças de segurança, indicou um trabalhador hospitalar local, enquanto várias ficaram feridas.

A repressão ocorreu durante um novo dia de manifestações em várias cidades do país para protestar contra o golpe de Estado militar a 01 de fevereiro.

Os acontecimentos tiveram lugar após o Conselho de Segurança da ONU ter acordado na quarta-feira condenar a repressão violenta dos protestos, mas sem discutir possíveis medidas em resposta ao golpe de Estado face à oposição de vários Estados-membros.

De acordo com fontes diplomáticas, os 15 países concordaram com um texto de compromisso, apelando à contenção dos militares e à libertação imediata de todas as pessoas detidas arbitrariamente.

Entretanto, a organização não-governamental (ONG) Amnistia Internacional verificou um total de 55 vídeos nos quais se vê o assassínio de manifestantes pela polícia e soldados.

Numa declaração, a ONG acrescentou que a análise dos vídeos, feita por simples cidadãos e pelos meios de comunicação social, com partilha nas redes sociais, demonstraram uma estratégia cada vez mais letal por parte das autoridades militares.

Pelo menos 60 manifestantes e dissidentes foram mortos pelas forças de segurança e pelos militares desde o golpe.