Início Notícias Paramédica mordida na face por doente. A dor "era uma loucura"

Paramédica mordida na face por doente. A dor "era uma loucura"

Jenna Piscitello, uma paramédica norte-americana, foi mordida por uma paciente na face. Apesar de a experiência ter sido “um pouco traumatizante”, Jenna não vai desistir da profissão.

Ao New York Post, Jenna indicou que, apesar do trauma, “o incidente não vai impedir-me de continuar a ser apaixonada por ajudar pessoas”.

A jovem de 28 anos foi atacada na passada sexta-feira, em Brooklyn, nos EUA, depois de as equipas de emergência terem sido chamada para prestar assistência a um paciente com perturbações mentais.

A atacante é uma jovem de 17 anos que estava a tentar fugir de casa e não conseguia. O comportamento da jovem não parecia ameaçar os técnicos de emergência até que, quando a tentaram colocar numa maca, esta mostrou-se agressiva.

“Ela enrolou as pernas em torno do meu peito, os braços à volta do meu pescoço e mordeu-me a face. Ela esteve em cima de mim um minuto, mas eu senti que foi uma eternidade”, revelou.

A dor, como descreveu Jenna, “era uma loucura. Eu literalmente senti o dente dela na minha carne, tal como uma serra a cortar-me”.

A paramédica não percebeu, de imediato, em que estado estava e continuou a prestar assistência à jovem, até que o colega lhe disse: “É melhor chamar uma ambulância para ti”.

Jenna foi suturada com quatro pontos e irá ser submetida a uma cirurgia plástica na próxima segunda-feira.

Os amigos criaram uma página na plataforma GoFundMe para recolher fundos que a ajudem durante o processo de recuperação.

Leia Também: Brasil. Filha partilha última mensagem da mãe que morreu com Covid-19