Início Notícias Senado do EUA deixa ‘cair’ aumento do salário mínimo previsto

Senado do EUA deixa ‘cair’ aumento do salário mínimo previsto

O documento que explana a recuperação da economia norte-americana depois do abalo que sofreu por causa da pandemia e das medidas decretadas para mitigar a propagação do SARS-CoV-2, nomeadamente os confinamentos locais que obrigaram ao encerramentos de todo o tipo de estabelecimentos, foi lido em voz alto na ‘câmara alta’ do Congresso durante mais de dez horas.

“Haverá um longo processo de emendas, como requerem as regras (…). O Senado vai ter muitas votações, mas vamos prosseguir e finalizar a legislação, leve o tempo que levar. Os norte-americanos contam connosco e a nação depende de isto”, assinalou o líder da maioria democrata, Chuck Schumer.

Contudo, o aumento do salário mínimo de para 15 dólares (mais de 12 euros) por hora foi rejeitado pelos senadores republicanos desta câmara.

O pacote de 1,9 bilhões de dólares impulsionado pela administração do democrata Joe Biden prevê ‘dar um empurrão’ à economia do país e ajudar as famílias norte-americanas com ‘dinheiro na mão’ para fazer face à quebra de rendimentos transversal a todo o país decorrente da medidas implementadas para conter a pandemia.

Leia Também: EUA com 2.530 mortos e 66.111 casos nas últimas 24 horas