Início Notícias Varandas Fernandes fala em "desestabilização" devido às críticas

Varandas Fernandes fala em "desestabilização" devido às críticas

João Varandas Fernandes, vice-presidente do Benfica, foi entrevistado na BTV e abordou as críticas de que a direção do Benfica tem sido alvo nas últimas semanas, como, por exemplo, os buzinões que têm decorrido junto do estádio da Luz.

O dirigente do clube Luz apontou o dedo às críticas que têm sido feitas, tendo feito referência às ameaças de morte que foram feitas a Luís Filipe Vieira.

“O Benfica é um clube democrático e tem de ser aberto à crítica. A crítica quando é construtiva, de boa fé e defende o Benfica, acho que é bem-vinda e deve ser acolhida por todos. Deve ser partilhada e refletida por todos. O Benfica é um clube aberto, do Mundo e de Portugal. Devemos estar abertos à crítica. A crítica que temos vindo a assistir de forma mais marcada, após as eleições de há quatro meses de forma democrática, com toda a legitimidade que a direção e o presidente têm para exercer o seu mandato nos três anos e meio que faltam, é de difamação”, começou por dizer Varandas Fernandes.

“É uma crítica de insinuações, de ameaças de morte ao presidente e à própria estrutura. É uma crítica que quase me leva a crer que não vê, de benfiquistas. O benfiquista não deve pensar assim. Obviamente os resultados não nos agradam. Não estou aqui a dizer que temos sido felizes a nível dos resultados ou que não há algumas culpas até. Não é por aí. Tudo o que feito nos últimos anos do ponto de vista patrimonial e financeiro, quer em Portugal quer no Mundo… Não é por termos resultados menos positivos que se vai deitar abaixar o trabalho que levou muitos anos a construir quer pelo presidente quer quem tem acompanhado o presidente. Não vejo essas críticas com bons olhos”, acrescentou.

Sobre a passagem à final da Taça de Portugal, onde os encarnados vão defrontar o Sporting de Braga, Varandas Fernandes destacou a importância de marcar presença neste encontro.

“É importante estar na final e ganhar a final, temos vindo a melhorar a equipa, assim como é muito importante atingirmos a classificação para a Champions. É essa luta que estamos a fazer, estamos todos empenhados em conquistar acesso direto à Liga dos Campeões e ganhar a final da Taça de Portugal. Há melhoria evidente, a equipa está mais segura. São bons sinais, a equipa está a recuperar de uma pandemia que nos atingiu de forma dramática”, concluiu.