Início Mundo Chefe do Partido Democrata italiano demite-se por vergonha das querelas

Chefe do Partido Democrata italiano demite-se por vergonha das querelas

Na rede social Facebook, Zingaretti explicou que tinha “vergonha” do Partido Democrata, acusando os seus dirigentes de se concentrar em querelas internas e em golpes baixos e não sobre os desafios nacionais, como a luta contra a pandemia do novo coronavirus.

O PD é o segundo principal partido na coligação dirigida por Draghi, que reúne quase todos os partidos representados no parlamento, dos democratas, de centro-esquerda, à Liga, de extrema-direita, de Matteo Salvini, passando pela Forza Italia, de direita, de Sílvio Berlusconi, e pelo Movimento 5 Estrelas, que se designava antissistema até chegar ao poder.

Os analistas questionam se Zingaretti vai candidatar-se a um segundo mandato à frente do PD ou apresentar a sua candidatura à câmara de Roma, nas eleições previstas para junho.

Zingaretti tinha sido eleito para a chefia do PD em 2019, em substituição do antigo primeiro-ministro Matteo Renzi.

Leia Também: Itália bloqueia envio de vacinas da AstraZeneca para a Austrália