Início Notícias Rede social conservadora sofre ataque de "hackers demoníacos"

Rede social conservadora sofre ataque de "hackers demoníacos"

O ataque ao Capitólio dos EUA no dia 6 de janeiro e a consequente expulsão de Trump do Twitter e do Facebook fez com que vários utilizadores se juntassem a outras plataformas. Além da Parler, a Gab foi uma das redes sociais que se tornou popular entre movimentos ultraconservadores e de extrema-direita. O crescimento parece, no entanto, estar a tornar a Gab um alvo e, pelos vistos, foi exatamente isso que aconteceu.

Conta a Wired que o CEO da Gab, Andrew Torba, denunciou que o site estava a ser alvo de “hackers demoníacos”, com mensagens privadas dfe 15 mil utilizadores a terem sido comprometidas. Entre as contas comprometidas estarão a do próprio Torba e até (alegadamente) do ex-Presidente dos EUA, Donald Trump.

O responsável deverá ser um ‘hacktivista’ conhecido como “JaXpArO and My Little Anonymous Revival Project”, o qual teve o objetivo de expôr membros de movimentos de extrema-direita. Aparentemente, os dados obtidos terão uma dimensão de 70Gb e estarão agora a ser oferecidos a investigadores e jornalistas.