Início Notícias Grupo de comunicação canadiano abre casino na internet para se financiar

Grupo de comunicação canadiano abre casino na internet para se financiar

O plano tem de ser aprovado pelas autoridades da província de Ontário, onde está a sede da empresa e deve operar o casino em linha.

O diretor do desenvolvimento corporativo da Torstar, Corey Goodman, assinalou em comunicado que “como uma empresa de comunicação baseada em Ontário e uma marca de confiança desde há mais de 128 anos, acreditamos que a Torstar vai proporcionar uma marca de apostas única e responsável, que vai criar emprego, oferecer crescimento à economia do Ontário e gerar rendimentos fiscais para ajudar a apoiar importantes programas na nossa província”.

Além do “Toronto Star”, o grupo Torstar possui vários periódicos locais em Ontário, bem como 70 semanários comunitários.

A decisão do Torstar, cujas origens remontam ao periódico “The Star”, criado em 1892, de financiar as suas operações com um casino na internet ocorre sete meses depois de a empresa ter sido adquirida por uma empresa privada de investimentos, a NordStar Capital, propriedade dos empresários Jordan Bitove e Paul Rivett.

A venda do Torstar à NordStar Capital foi polémica pelo preço da operação (60 milhões de dólares canadianos; 39 milhões de euros) e o receio dos novos proprietários mudarem a linha editorial progressista de “Toronto Star”.

Ao anunciar a compra do Torstar, Bitove garantiu que “à medida que o negócio das notícias muda, os princípios fundadores do “Toronto Star” não vão mudar”, assegurou Bitove.

A entrada do Torstar no mundo das apostas na internet acontece graças à decisão recente do governo do Ontário de ceder o monopólio que tem nas apostas na internet par dar espaço à iniciativa privada.

Leia Também: Plano falso desmentido mais rápido por jornalistas do que fact-checkers