Início Mundo República Checa parcialmente confinada a partir de segunda-feira

República Checa parcialmente confinada a partir de segunda-feira

O governo também tornou obrigatório o uso de máscaras ao ar livre em áreas populosas e nos locais de trabalho e fechou todas as escolas, os parques infantis e lojas que vendem produtos não essenciais.

As pessoas só vão poder sair do seu bairro para trabalhar, consultar o médico ou cuidar dos seus familiares, mas apenas com um documento que o comprove. A corrida só será possível no departamento de residência, enquanto os desportos e os passeios só autorizados na cidade de residência.

O ministro do Interior, Jan Hamacek, declarou que as medidas restritivas vão ficar em vigor durante três semanas, acrescentando que as autoridades policiais vão fazer controlos aleatórios.

“O único objetivo é inverter a curva ascendente de novas infeções e de pacientes em cuidados intensivos antes que seja tarde demais”, disse aos jornalistas.

O governo declarou igualmente, que a partir de 28 de fevereiro, um novo Estado de Emergência, instrumento jurídico para manter as restrições.

A República Checa é o primeiro país em termos de novas infeções por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias e o segundo atrás da vizinha Eslováquia em termos de mortos, de acordo com a contagem da France Presse.

Lutando com recuperações recorrentes desde o verão passado, o país de 10,7 milhões de habitantes registou 1,2 milhões de casos e 20 mil mortes desde o início da epidemia.

A taxa de crescimento diário de infeções oscilou recentemente em torno 15.000 e o ministro da Saúde, Jan Blatny, disse que espera crescer para cerca de 20.000 em breve.

As vacinações são mais lentas que o esperado, com os médicos checos a administrarem pouco mais de 600.000 doses, com os fornecedores europeus a demorar na entrega das vacinas.

O governo checo já fechou os três departamentos mais afetados no inicio deste mês, apos um recolher obrigatório e do encerramento dos restaurantes no ano passado.

Na terça-feira, o ministério da Saúde disse que os serviços de cuidados intensivos estavam a atingir os limites das suas capacidades e que todo o sistema de saúde estava sob pressão.

Leia Também: República Checa prolonga estado de emergência até final de março