Início Mundo Portugal ofereceu 5.000 máscaras às Forças Armadas são-tomenses

Portugal ofereceu 5.000 máscaras às Forças Armadas são-tomenses

“Uma das lições que a História nos dá é que os povos superam mais facilmente as crises quando são solidários e unem esforços entre si”, disse, durante a cerimónia, o assessor de cooperação militar da embaixada de Portugal.

Paulo Lourenço considerou que a entrega destas máscaras de proteção contra a covid-19 enquadra-se no âmbito do “espírito de solidariedade, mas também de cooperação” no domínio da Defesa entre as instituições dos dois países.

O chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, o brigadeiro Idalécio Pachire, agradeceu a oferta ao Ministério de Defesa de Portugal, lembrando que ela surge “num momento em que São Tomé e Príncipe conhece uma subida enorme de casos da Covid-19”.

“Os elementos das Forças Armadas são chamados a intervir e precisamos de proteger-nos para o cumprimento das missões”, disse o Idalécio Pachire.

Na cerimónia estiveram presentes o ministro da Defesa e Ordem Interna de São Tomé e Príncipe, Óscar Sousa, e o embaixador de Portugal, Rui Carmo.

São Tomé e Príncipe registou hoje mais 47 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, aumentando o total de infeções para 1.719 desde o início da pandemia, que causou um total de 27 mortos no país.