Início Mundo Partido que representa alternativa ao de Navalny tem a bênção do Kremlin

Partido que representa alternativa ao de Navalny tem a bênção do Kremlin

Na Rússia, onde os partidos da oposição não têm vida fácil para se baterem com o presidente Vladimir Putin e o seu partido, o Rússia Unida (que o diga Aleksei Navalny), há um partido da oposição que está a crescer.

Chama-se Novo Povo e, curiosamente, tem ideias muito semelhantes às do Rússia pelo Futuro, de Navalny. Defende o combate à corrupção e à repressão no país.

Aliás, o partido parece ter sido concebido para apelar aos seguidores de Navalny e apresenta-se como uma clara alternativa na oposição russa.

“Durante duas décadas vivemos numa situação de uma falsa escolha: liberdade ou ordem”, declara o Novo Povo. O movimento salienta que o governo “deve parar de ver inimigos e traidores entre aqueles que têm outros pontos de vista”.

O Novo Povo foi criado no ano passado por Aleksei Nechayev, fundador de uma empresa de cosméticos, com o intuito de canalizar aquilo que descreveu como um sentimento de oposição na sociedade, tal como Aleksei Navalny tem feito.

No entanto, como refere o The New York Times, há um pormenor que parece fazer toda a diferença e que explica o crescimento do Novo Povo: ao contrário de Navalny, Aleksei Nechayev não critica diretamente Putin e não exige que este deixe o poder.

Navalny e os seus aliados não escondem o desdém pelo Novo Povo, considerando que Nechayev é o mais recente numa longa lista de duplos políticos lançados pelo Kremlin para afastar Navalny da liderança da oposição russa.

“É algo engraçado. Eles (Novo Povo) dizem, mais ou menos, as coisas certas, mas obviamente nunca vão fazer nada. São simplesmente ‘spoilers’”, disse Lyubov Sobol, uma aliada de Navalny numa análise no YouTube ao Novo Povo.

Os analistas consideram que não é de admirar que o Novo Povo tenha a bênção do Kremlin. O crescimento – permitido – deste partido ajuda a minar a oposição de Navalny, cria uma distração ao seu movimento e divide a oposição na Rússia.

O sistema político na Rússia é por vezes apelidado de “democracia gerida” devido à forma como os conselheiros políticos do Kremlin criam ou financiam supostos partidos e figuras da oposição, ou toleram outros. Sempre com a premissa de não criticarem diretamente Putin.

Leia Também: Navalny: Amnistia retira estatuto de “prisioneiro de consciência”