Início Notícias EDP adia para 2023 regresso aos 1.000 milhões de lucro

EDP adia para 2023 regresso aos 1.000 milhões de lucro

De acordo com o plano estratégico 2021-25, depois dos lucros de 800 milhões de euros em 2020 (mais 56% do que no ano anterior), a EDP prevê atingir os 1.000 milhões de euros em 2023 e subir até aos 1.200 milhões de euros em 2025.

Na apresentação aos investidores, que está a ser feita em formato digital, o presidente executivo da EDP, Miguel Stilwell d’Andrade, assumiu o compromisso de manter “um dividendo atrativo”, com uma distribuição de entre 75% e 85% dos lucros (‘target payout’), fixando os 19 cêntimos por ação, valor que foi pago nos últimos anos, e proposto na quarta-feira pelo Conselho de Administração Executivo da EDP para 2021.

O Conselho de Administração Executivo vai propor à assembleia-geral de acionistas a distribuição de um dividendo relativo ao exercício de 2020 de 19 cêntimos por ação, em linha com os últimos anos, foi comunicado na quarta-feira, após o fecho do mercado.

A assembleia-geral de acionistas da EDP está prevista para 16 de abril.

A EDP apresenta hoje aos investidores a atualização do plano estratégico para os próximos cinco anos, um mês depois de Miguel Stilwell de Andrade ter assumido a liderança do grupo energético, que reforça o investimento em energias renováveis, com o objetivo de alcançar 100% de produção renovável em 2030.