Início Notícias Pandemia já provocou 102.097 mortes em África

Pandemia já provocou 102.097 mortes em África

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), sediado em Adis Abeba, Etiópia, o número de recuperados nos 55 Estados-membros da organização é agora de 3.408.755.

A África Austral continua a ser região mais afetada, com 1.817.089 casos e 55.634 mortos. Nesta região, a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, contabiliza 1.505.586 infeções e 49.413 mortos.

O Norte de África é a segunda zona mais atingida pela pandemia: 1.150.957 infetados e 32.398 vítimas mortais.

A África Oriental contabiliza 396.551 infeções e 7.447 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infeções é de 380.279 e o de mortes ascende a 4.873.

A África Central tem 99.923 casos e 1.745 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 10.443 mortes e 179.407 infetados, seguindo-se Marrocos, com 8.574 vítimas mortais e 481.709 casos.

Entre os países mais afetados estão também a Tunísia, com 7.843 óbitos e 229.781 casos, a Argélia, com 2.969 mortos e 112.187 infetados, e a Etiópia, com 2.305 vítimas mortais e 154.257 infeções.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique regista 606 mortes e 56.595 casos, seguindo-se Angola (500 óbitos e 20.854 casos de infeção), Cabo Verde (144 mortos e 15.089 casos), Guiné Equatorial (91 óbitos e 5.852 casos), Guiné-Bissau (47 mortos e 3.156 casos) e São Tomé e Príncipe (26 mortos e 1.655 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.474.437 mortos no mundo, resultantes de mais de 111 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: AO MINUTO: Confinamento deverá manter-se. Menos vacinas para UE?