Início Notícias Fed tranquiliza Wall Street que fecha com recorde do Dow Jones

Fed tranquiliza Wall Street que fecha com recorde do Dow Jones

Os resultados definitivos da sessão indicam que o seletivo Dow Jones Industrial Average progrediu 1,35%, para os 31.961,86 pontos, um máximo histórico.

Os outros índices mais emblemáticos também fecharam com ganhos, o tecnológico Nasdaq a valorizar 0,99%, para as 13.597,97 unidades, e o alargado S&P500 a subir 1,14%, para as 3.925,43.

Powell reiterou hoje, no segundo dia da sua audição no Congresso, a sua intenção de manter as taxas de juro de referência no intervalo entre zero e 0,25%.

Estas afirmações tranquilizaram as empresas que têm necessidade de recorrer a empréstimos avultados para financiar o seu crescimento, uma vez que os vão obter a baixo custo.

O presidente da Fed “disse também que as taxas das obrigações, que estão em alta, são menos o sinal de uma inflação que o de boas perspetivas para o crescimento a partir do segundo semestre”, indicou Peter Cardillo, da Spartan Capital Securities.

O rendimento das obrigações do Tesouro dos EUA a 10 anos, que tinha superado os 1,43% durante a manhã, desceu para os 1,38% depois da intervenção de Jerome Powell.

Para a subida do mercado contribuiu também a perspetiva de uma nova vacina, a da Johnson & Johnson, que fechou em alta de 1,34%, disponível em breve, e a da aprovação do plano de estímulos económicos, no montante de 1,9 biliões (milhão de milhões) de dólares (1,6 biliões de euros), aduziu Art Hogan, da National.

Pelo menos três milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson contra o novo coronavirus estão prontos para serem distribuídas nos EUA, “na próxima semana”, se receber uma autorização de urgência nos próximos dias, como esperado, anunciou hoje o governo norte-americano.

O recorde do Dow Jones assentou na valorização das empresas que devem ganhar com a recuperação esperada. É o caso da Boeing, que avançou 8,12%, apesar dos problemas subsequentes a um incidente de um dos seus modelos quando voava sobre Denver, no Estado do Colorado, no passado fim de semana.

A beneficiar das expectativas estiveram também a marca das máquinas de construção Caterpillar (1,04%) e agrícolas John Deere (2,45%), bem como as ações das petrolíferas como a Chevron (3,69%), enquanto as cotações do petróleo atingiram hoje um novo máximo desde há mais de um ano.

Menção ainda para os bancos, que têm beneficiado com a subida das taxas das obrigações de dívida pública, casos do Goldman Sachs (3,58%) ou Wells Fargo (3,10%).

A GameStop, depois de ter estado no coração da saga bolsista no início do ano, voltou a ser objeto de uma febre especulativa e o seu título valorizou mais de 100%, fechando nos 91,71 dólares.

Leia Também: Sistema de transferências e compensação da Fed colapsou temporariamente