Início Notícias Mino Raiola defende-se: "Os meus jogadores não me chamam parasita"

Mino Raiola defende-se: "Os meus jogadores não me chamam parasita"

Mino Raiola, homem responsável por gerir a carreira de jogadores como Zlatan Ibrahimovic, Paul Pogba ou Erling Haaland, quebrou, esta terça-feira, o silêncio para se defender das críticas de que tem vindo a ser alvo publicamente.

Em entrevista concedida à estação televisiva britânica BBC Sports, o empresário assumiu que “não é bom ouvir sempre o mesmo preconceito”, a propósito de uma alegada “ganância” excessiva.

“Talvez o público também possa pensar ‘Se este homem é tão ganancioso e tão mau, como é que os jogadores ficam felizes com ele? Estaria a mentir se não dissesse que me incomoda… Como podem julgar se fui um bom agente para Ibrahimovic? O único que pode julgar é ele mesmo”, afirmou.

“Não tenho poder nem influência… O meu trabalho é conseguir o melhor acordo possível para o meu jogador. E nada mais do que isso. E fazê-lo significa garantir-lhe uma ampla gama de serviços que as pessoas não conhecem. Os meus jogadores não me chamam parasita, e é para eles que trabalho”, rematou.

Leia Também: “Só dez clubes conseguem comprar Haaland e quatro deles são ingleses”